Problemas na Bexiga Após Cesárea (2021) | Bigfral

Home  »  Mulheres   »   Problemas na bexiga após cesárea

Problemas na bexiga após cesárea


Problemas na bexiga após cesárea

2 semanas atrás / 6 min de leitura

A maioria já sabe que o corpo da mulher costuma mudar muito durante e depois da gestação. A escolha pelo parto natural ou cesárea, pode depender exclusivamente da mulher, ou ser indicada a melhor para o caso de cada organismo e gravidez.

Algumas situações podem ocorrer com os dois tipos de partos, como infecção urinária, incontinência urinária e bexiga furada. Mas calma, isso aqui não é para assustar. Cada caso é um caso, o organismo reage de diferentes formas, mas infelizmente também encontramos casos de violência obstétrica, onde mulheres podem ter outras complicações após uma lesão na bexiga.

Então, usamos esse artigo para informar sobre esses possíveis problemas na bexiga pós-cesárea, o que deve ser observado, sintomas e como aliviar situações como a incontinência urinária e ter uma rotina mais agradável com o bebê.

Quais os principais problemas na bexiga após parto cesárea?

Quais os principais problemas na bexiga após parto cesárea

Depois de ter um bebê, o corpo da mãe ainda fica em recuperação por algum tempo. Com isso a vulnerabilidade para infecções também aumenta, sendo necessário um cuidado especial com o corpo e estar alerta para qualquer alteração.

Provavelmente você conhece alguém que já fez uma cesariana, e talvez essa pessoa também possa ter relatado algum problema na bexiga, como uma infecção urinária ou bexiga baixa.  Apesar de ser comum, isso não pode ser considerado normal ou ser deixado de lado. Após o nascimento do bebê, o corpo da mulher está sofrendo mudanças e sua saúde deve ser preservada.

Infecção urinária Pós-parto

A infecção urinária é um dos problemas mais comuns pós-parto. Isso porque o risco de desenvolver essa doença é maior quando é inserido um cateter na bexiga, procedimento para aliviar o acúmulo de urina durante e após o parto.

Infecções podem ser tratadas sem mais complicações quando descobertas previamente. Mas também podem gerar problemas se descobertas muito tarde. Além disso, a infecção urinária também pode gerar uma outra condição para a paciente, a incontinência urinária

Quais são os sintomas de infecção urinária Pós-parto?

A infecção urinária pode causar desde dor ao urinar até mesmo urina com sangue. Os principais sintomas são: dificuldade, dor ou ardência ao fazer xixi, sentir mais necessidade de urinar, urina turva ou com sangue, febre e, às vezes, dor na região lombar.

É normal ter infecção urinária Pós-parto?

As infecções pós-parto são, de certa forma, recorrentes, isso porque o corpo está mais sensível e a região abdominal uterina e urinária sofrem bastante alterações. 

Ter infecção urinária pós-parto, apesar de ser comum, não pode ser considerado normal. Por isso é importante se atentar aos sintomas e buscar ajuda médica no caso de desenvolver a doença.

Como funciona o tratamento?

Geralmente, o tratamento de infecção urinária pós-parto é feito com antibióticos, intravenoso ou oral. É muito importante buscar a orientação médica para não ter maiores riscos para mãe ou para o bebê.

Incontinência urinária pós-parto

A incontinência urinária é a condição que faz com que ocorram perdas involuntárias de xixi. Essa condição tem diversas causas, como idade, enfraquecimento dos músculos pélvicos, infecção urinária, aumento da próstata nos homens, menor capacidade da bexiga, entre outros.

O pós-parto, está entre as causas mais comuns da incontinência urinária. Essa condição pode ser desenvolvida devido as alterações do pavimento pélvico.

Quais são os sintomas?

Os sintomas da incontinência urinária pós-parto geralmente são os escapes de urina, com ou sem esforço aparente como esforço físico ou tosse. Na forma leve, ocorre escapes de urina apenas com tosses vigorosas, espirros ou esforços maiores. Já a forma mais avançada o escapamento de urina ocorre ao fazer esforços simples, como levantar da cama.

Além disso, a mulher também pode ter a sensação de urgência para fazer xixi e acabar tendo escapes antes de chegar ao banheiro.

É normal ter incontinência urinária pós-parto

Devido às alterações anatômicas que a mulher sofre no corpo após o parto, os músculos do assoalho pélvico e o tecido conjuntivo podem ser danificados, causando a incontinência urinária. Isso geralmente ocorre em cerca de 5% das mulheres. 

A incontinência costuma ser mais comum nos primeiros dias de recuperação pós-parto, mas o ideal é que a bexiga retorne ao normal de forma breve. Caso não ocorra essa recuperação, é necessário buscar tratamento adequado.

Como funciona o tratamento da incontinência urinária pós-parto?

O tratamento para a incontinência pós-parto vai depender do nível da condição do problema. Para os casos leves e moderados de incontinência de esforço, o tratamento pode ser feito por fisioterapia especializada e em pouco tempo, a mulher pode se ver livre dessa condição.

Produtos para incontinência urinária feminina pós-parto

Os escapes de urina, geralmente, atrapalham o dia a dia. Se parar para pensar na rotina de uma mãe recente, percebemos o quão ativa ela precisa ser e o quanto será importante ter noites mais tranquilas. Uma mãe com um recém-nascido não precisa ter mais preocupações do que o que já é esperado.

Por isso, é importante se atentar aos sinais da incontinência urinária e realizar o melhor para o tratamento e conforto.

Produtos como absorventes podem trazer um conforto temporário, mas roupas íntimas descartáveis são mais adequadas para as mulheres nesse situação, pois podem trazer o conforto e a discrição necessários.

Roupas íntimas descartáveis

As roupas íntimas descartáveis são indicadas para incontinência urinária de leve a moderada. Esse produto é destinado para mulheres mais ativas, assim como as mães que acabaram de ter bebês. A absorção garante uma pele seca, enquanto a cintura elástica dessa roupa íntima se adapta melhor ao corpo, garantindo discrição, conforto e segurança.

Roupa íntima descartável

Outro ponto relevante das roupas íntimas, é que elas possuem ajustes anatômicos, sendo possível adaptá-las para cada corpo, ideal principalmente nessa fase pós-gestação.

Bexiga furada pós-cesárea

Além do corpo já estar mais sensível após ganhar o bebê, ele também fica suscetível a problemas como infecções. Mas uma questão que infelizmente a mulher ainda fica sujeita, é a violência obstétrica ou erros durante a cirurgia de cesáreas. Esses erros, não tão comuns mas que acontecem, também podem ocasionar em outro problema: a bexiga furada pós-parto.

A bexiga é um dos órgãos que mais sofre lesões durante cirurgias pélvicas, que podem ser classificadas como contusões ou rupturas. Esse órgão é flexível e possui paredes musculares, localizado na pelve.

A função da bexiga é armazenar urina antes de ser eliminada do corpo, por isso a urina que está ali, é pronta para ser expelida. Com alguma perfuração ou lesão nesse órgão, pode acontecer o vazamento dela para outras partes internas do corpo, o que pode gerar outras complicações.

Quais os sintomas de bexiga furada?

Ao ter a bexiga furada a paciente pode relatar de primeiramente bastante dor e dificuldade para urinar. Além disso, os sintomas também são classificados por sangue ou escurecimento na urina, dores e inchaços abdominais, choque hipovolêmico devido a hemorragia, entre outras complicações.

A diferença no corpo pode ser notada com inchaços na barriga, por algo mais líquido, com a sensação de parecer com gelatina.

A bexiga furada é dos problemas que deve ser percebido o quanto antes para correção, pois pode causar sérias infecções, e também pelo vazamento de urina para outros órgãos. Dependendo das complicações a paciente pode ir a óbito.

O que acontece quando a bexiga é furada?

A dor na bexiga após cesárea pode ser o maior aviso da lesão no órgão. Quando há uma lesão na bexiga é necessário uma sutura e uso de sonda para poder expelir a urina, geralmente de 7 a 10 dias. De forma geral, quando descoberto o problema e realizada a cirurgia adequadamente, a recuperação é completa, mantendo a função ideal da bexiga.

Tenha mais segurança com a Bigfral Moviment

Melhores roupas íntimas descartáveis

O corpo da mulher após o parto, está sofrendo alterações e precisa de tempo de recuperação. Nesse momento é muito importante prestar atenção nos detalhes e não considerar que algum problema urinário seja normal. O organismo estará mais suscetível a infecções e mais sensível. O ideal é buscar o tratamento adequado para aproveitar a fase que aproxima tanto a mamãe e o bebê.

Para os casos de incontinência urinária, além dos exercícios recomendados pelo fisioterapeuta, é melhor que a paciente não se sinta mal nesse período, com receio ou impedida de realizar as atividades e ter um bom descanso no dia a dia.

Pensando nisso, a Bigfral desenvolveu a roupa íntima descartável Moviment, para auxiliar nesse momento em que a mulher necessita dar continuidade às tarefas diárias e também de um descanso tranquilo durante a noite.

A Bigfral Moviment possui cobertura macia para não agredir a pele, ajuste anatômico para todo tipo de corpo. Essa roupa íntima garante discrição e conforto, mas principalmente a segurança e proteção no vazamento, com alta absorção e livre de odores. A mulher pode se sentir segura e aproveitar cada momento do dia com o bebê, sem perder o foco dessa fase especial!