Alergia à Fralda Descartável (Motivos e Guia de Cuidados) | Bigfral

Home  »  Idosos   »   Alergia à fralda descartável

Alergia à fralda descartável


Alergia à fralda descartável

1 mês atrás / 9 min de leitura

A alergia à fralda descartável é um problema bastante comum e pode acometer desde crianças, até adultos e idosos. Isso porque, embora seu uso seja quase sempre associado a bebês e crianças, o uso de fraldas por adultos é bastante comum e pode acontecer em decorrência de diferentes problemas, como incontinência urinária, doenças do trato urinário, dificuldade de locomoção, pessoas em idades avançadas, entre outros motivos. 

Embora seja comum, a alergia à fraldas pode ser bastante incômoda e deve ser tratada assim que identificado o problema, afinal, estamos falando de algo que pode gerar desconforto, coceira, vermelhidão e, em alguns casos, feridas na pele. 

Para evitar ou tratar esse tipo de problema, o primeiro passo é identificar o que pode estar causando a alergia, para então fazer o tratamento ideal de forma eficiente ou, o que acontece na maioria dos casos, fazer a troca do produto por outro mais adequado.

Se você quer saber tudo sobre alergia à fraldas descartáveis, principais causas, sintomas e como eliminá-las de uma vez por todas, confira o artigo que preparamos!

Como é a alergia a fralda descartável

A alergia à fralda descartável pode ter diferentes sintomas e é importante que o indivíduo acometido por ela ou seu cuidador esteja atento para identificar em que nível está o problema, para então seguir com o tratamento mais indicado para cada caso. 

Geralmente, em casos mais leves, a alergia a fralda descartável pode incluir sintomas como vermelhidão e coceira. Quando isso acontece, o tratamento costuma ser mais simples e os sintomas desaparecem após alguns dias de cuidados adequados.

Já em situações um pouco mais graves, o indivíduo pode sofrer também com bolhas e descamação na pele.

O ideal é que ao primeiro sinal de alergia,um médico seja consultado para um diagnóstico preciso e um tratamento adequado para o problema.

Qual a causa da alergia à fralda descartável?

A dermatite de fralda, popularmente conhecida como assadura, na maioria das vezes é causada por um longo do período de contato entre a pele com fezes ou urina. Em adultos, costuma acometer principalmente idosos, pessoas com incontinência ou outras condições que requerem o uso de fraldas.

Para evitar o problema, o primeiro passo é evitar o contato prolongado da pele do indivíduo com as fezes e a urina, fazendo a troca da fralda e a limpeza do local de forma adequada sempre que identificada a evacuação. 

Além disso, é importante fazer uso de fraldas com maior capacidade e velocidade de absorção, já que essas ajudam a prevenir as assaduras causadas pelo contato dos resíduos com a pele.

Qual fralda causa mais alergia?

Geralmente, as fraldas que causam os maiores níveis de alergia são aquelas que não possuem uma boa absorção dos resíduos. Isso porque, quando a urina não é absorvida pela fralda, ela passa mais tempo em contato com a pele, o que contribui diretamente para que o indivíduo desenvolva algum nível do problema, com sintomas preliminares como vermelhidão e coceira. 

Além disso, produtos que possuem materiais agressivos para a pele também podem contribuir para o desenvolvimento de alergias, afinal, estamos falando de uma área sensível e com a qual devemos ter cuidado. 

Quando falamos do uso de fraldas em idosos isso se torna ainda mais importante, já que se tratam de pessoas geralmente mais fragilizadas e cuja pele tende a ser mais sensível. O ideal para evitar problemas é que sejam utilizados sempre produtos de qualidade, com alta capacidade de absorção e preferencialmente hipoalergênicos, ou seja, com ativos que serão responsáveis por diminuir a probabilidade de desenvolvimento de alergias.

Como tratar alergia à fralda descartável

A alergia à fralda descartável, que muitas vezes causa a dermatite de fraldas ou assadura, atinge as áreas que ficam cobertas pela fralda e acontece porque a fralda aumenta a temperatura e a umidade do local, tornando a pele mais suscetível ao contato com as fezes, urina e as substâncias químicas que foram usadas para a limpeza e hidratação, como sabonetes, cremes e talcos. 

Em casos mais simples de alergia fralda descartável, em que a pele apresenta somente vermelhidão e coceira, o mais indicado é trabalhar na prevenção do problema, fazendo sempre a higiene adequada do local e trocando a fralda sempre que necessário, evitando assim que a pessoa passe muito tempo em contato com os resíduos de urina e fezes. Além disso, o ideal é fazer a troca do produto por uma opção mais absorvente.

Caso o problema persista, é indicado que a pessoa seja direcionada a um dermatologista para que ele faça uma avaliação mais completa do que pode estar causando a alergia, já que existem inúmeros outros motivos, e indique o tratamento mais adequado para cada indivíduo.

Qual a fralda que dá menos alergia?

O ideal é que sejam utilizadas fraldas que possuam uma boa capacidade de absorção e com barreiras que impeçam a urina de vazar para outras partes do corpo, além das que estão cobertas pela fralda.

Além disso, é importante observar o tipo de cobertura que a fralda descartável possui. A melhor opção são produtos com cobertura suave, nos quais não são utilizados plásticos, que podem causar atrito na pele e causar feridas, mas sim tecidos e materiais respiráveis na camada externa. Isso porque, além de ser mais confortável, principalmente para pessoas que farão uso da fralda por períodos extensos, o material também permite que a pele transpire, diminuindo o calor do local e contribuindo diretamente para a diminuição do risco de uma dermatite de fralda. 

Mas é importante salientar também que apenas a troca do fabricante da fralda não é o suficiente para evitar o problema. É recomendado que seja feita a troca da fralda de acordo com a necessidade individual, no caso de urina e, no caso de fezes, a cada evacuação.

Além disso, a higiene é imprescindível para evitar problemas e esta deve ser feita de forma suave, com movimentos de frente para trás, evitando assim levar resíduos e bactérias da região anal para a uretra, o que minimizará o risco de infecções urinárias. 

Para a limpeza, pode ser utilizado algodão embebido em água morna, água e sabão neutro ou mesmo toalhas umedecidas para adultos, que além da limpeza, também ajudarão na hidratação da pele.

Como diferenciar alergia e dermatite

Alergia à fralda descartável

A alergia é uma espécie de dermatite, conhecida como dermatite de contato e que na maioria das vezes é causada quando a pele reage a um produto ou objeto que entra em contato com ela, podendo causar vermelhidão e coceira na área. A alergia pode ser provocada pelo contato com diferentes substâncias como perfumes, cremes, bijuterias, produtos químico.

Além da dermatite de contato, existem também outros tipos de dermatite, que geralmente possuem diferentes causas e podem ter manifestações mais severas que as alergias ou dermatite de contato e por isso requerem um tratamento específico. Para diferenciar, é importante ficar atento aos sintomas, observar quando eles acontecem, se param após a retirada da fralda, se existe algum fator de agravamento, se a pele está com feridas e, em caso de dúvidas, o ideal é sempre procurar ajuda médica especializada.

O que é dermatite?

A dermatite é uma inflamação na pele que pode acometer várias áreas do corpo e que pode acontecer com qualquer indivíduo, independente de sua idade. Embora seja bastante comum, esse tipo de problema não é contagioso e costuma ter um fácil tratamento. 

Em alguns casos, a dermatite pode acontecer em decorrência de uma alergia a fralda descartável mas, além disso, também pode ser causada por diversos outros motivos, como efeitos colaterais de medicamentos, fatores genéticos, banhos extremamente quentes, fatores externos, como tecidos sintéticos, plantas, metais, produtos químicos, cosméticos e/ou produtos de limpeza. 

Além disso, existem variações de dermatite e cada uma delas costuma ter uma causa específica, sendo elas: dermatite de contato, dermatite atópica, dermatite seborreica, dermatite de estase, dermatite esfoliativa, dermatite herpetiforme e dermatite numular. Cada uma delas requer cuidados diferentes, mas alguns pontos de atenção que ajudarão a evitá-las são:

  • Tomar banhos mais curtos e em temperaturas mais amenas, evitando banhos muito quentes. Além disso, recomenda-se o uso de óleos de banho;
  • Use sempre produtos de limpeza e sabonetes neutros. Além disso, dê preferência para produtos sem perfume e que não resseca, a pele;
  • Seque-se sempre com cuidado, evitando o atrito da pele com a toalha de banho;
  • Mantenha a pele hidratada com cremes hidratantes ou óleo específicos para o seu tipo de pele, principalmente em épocas do ano mais frias. 

Quais os tipos de dermatite

Como falamos acima, existem diferentes tipos de dermatites e cada uma delas costuma ser causada por algum problema específico. Além disso, os sintomas da dermatite variam de acordo com o tipo, assim como o seu respectivo tratamento. 

A identificação da natureza da dermatite é fundamental para a prevenção e também para um tratamento adequado, evitando assim que o problema se desenvolva para um nível mais grave, que além de um grande incômodo pode causar até mesmo feridas na pele. 

Quer saber quais são os tipos de dermatite? Confira abaixo!

Dermatite atópica

Também conhecida como eczema, essa é a dermatite mais comum e é considerada uma doença crônica, ou seja, um problema recorrente e que geralmente requer um tratamento e acompanhamento médico constante, além de medicamentos específicos. Entre os sintomas mais frequentes para esse problema estão: aparecimento de lesões vermelhas, coceira intensa, alterações na cor da pele, descamação e espessamento da pele.

Costuma se manifestar principalmente nas dobras da pele (joelhos e cotovelos), no couro cabeludo e no rosto. Por se tratar de uma condição crônica, sua causa está associada a fatores genéticos, imunológicos e ambientais. 

Dermatite de contato

Também conhecida como dermatite alérgica, a dermatite de contato surge após a exposição ao agente causador da irritação ou alergia, o que pode causar manchas vermelhas na pele, coceira, inchaço, erupção cutânea e descamação.

Na maioria dos casos o problema é controlado evitando-se a exposição à causa da alergia, como sabonetes, cosméticos, bijuterias e perfumes.

Dermatite seborreica

A dermatite seborreica ou, como é popularmente conhecida, a caspa, é um tipo de problema muito comum na idade adulta e afeta principalmente o couro cabeludo e regiões mais oleosas do corpo, como laterais do nariz, orelhas, pálpebras e sobrancelhas. Os sintomas mais comuns incluem vermelhidão da pele, aparecimento de manchas e descamação do couro cabeludo.

Dermatite de estase

circulação ou doença cardíaca, resultando na inflamação cutânea na parte inferior das pernas. 

Entre os principais sintomas estão a descoloração dos tornozelos ou das canelas, coceira, pele grossa e feridas abertas (úlceras) e o tratamento pode incluir o uso de meias de compressão e cremes específicos sob prescrição médica. Além disso, é necessário tratar o problema subjacente.

Dermatite esfoliativa

A dermatite esfoliativa é um dos tipos mais agressivos de dermatite e pode atingir grandes áreas do corpo, provocando sintomas como febre, calafrios, inchaço, descamação e o aparecimento de manchas vermelhas no peito, braços e nas pernas. 

Caso não seja tratada, a dermatite esfoliativa pode desencadear problemas mais graves, tais como infecção generalizada e parada cardíaca.

Dermatite herpetiforme

Também muito comum, a dermatite herpetiforme está entre os problemas causados por certos alimentos. Neste caso, o problema é causado pela sensibilidade do organismo ao glúten, o que pode provocar o escurecimento da pele, coceira intensa e o aparecimento de bolhas e feridas no couro cabeludo, nas costas, nos cotovelos e nos joelhos. 

Dermatite numular

A dermatite numular é uma inflamação da pele que pode levar ao surgimento de manchas vermelhas em formato de moeda e que causam coceira intensa, podendo levar à descamação da pele.

Geralmente, esse tipo de dermatite acomete adultos com idade entre 40 e 50 anos, mas também pode acontecer em crianças. Além disso, é mais comum no inverno, por conta do ressecamento da pele.

Como funciona o tratamento da dermatite

O tratamento para dermatite irá depender do tipo e do nível de gravidade e da condição de cada pessoa. No entanto, em alguns casos o controle da exposição ao agente causador do problema pode ser o suficiente para minimizar os sintomas de quase todos os tipos de dermatite.

Independente do caso, o mais importante é que a pessoa afetada busque auxílio médico para diagnosticar a doença, descobrir quais são as possíveis razões e o tratamento indicado para cada caso.

Melhores fraldas para pessoas com dermatite

Alergia à fralda descartável

Nos casos de alergia da fralda descartável, o ideal é que a pessoa faça a substituição do produto por uma opção hipoalergênica, que ajudará a prevenir coceiras e irritações.

A BigFral DermaPlus é a primeira fralda para adultos no mercado que possui extratos naturais hidratantes, que são responsáveis por prevenir irritações, mantendo a pele sempre protegida e saudável, além de garantir até dez horas de sensação seca e cuidado para pessoas com incontinência urinária severa.

Além disso, ela possui sistema antiodor, que neutraliza o mau cheiro e traz a sensação de frescor para a pele. 

As fraldas da BigFral são desenvolvidas especialmente para pessoas com incontinência urinária, acamados ou idosos e por isso contam com muita qualidade para proporcionar a melhor experiência possível aos seus clientes, devolvendo o conforto e bem-estar necessário para que eles possam desempenhar suas tarefas do dia a dia com qualidade, independente de suas condições fisiológicas.

Confira também nosso artigo: Como colocar fralda em idoso para não vazar

Dica bônus

Geralmente, a alergia à fralda descartável é um problema simples e que pode ser evitado com alguns cuidados que devem ser aplicados no dia a dia. Se você usa ou é responsável por alguém que necessita de fraldas, dê preferência às opções mais absorventes e com ativos hipoalergênicos, que serão responsáveis por cuidar da pele ao mesmo tempo em que previnem vazamentos.

A BigFral é uma das principais fabricantes de fraldas para adultos do mercado e possui as melhores opções para quem quer cuidar da saúde!