Sintomas de Bexiga Hiperativa (Guia 2022) | Bigfral

Home  »  Saúde   »   Sintomas de bexiga hiperativa

Sintomas de bexiga hiperativa


Sintomas de bexiga hiperativa

6 meses atrás / 6 min de leitura

Os sintomas da bexiga hiperativa são dos primeiros questionamentos das pessoas acometidas para chegar a um diagnóstico. Mas é válido ressaltar que a bexiga hiperativa tem muitos gatilhos e, na verdade, não é uma doença, mas sim um sintoma.

As causas desse sintoma são parcialmente inexplicadas, isso porque o quadro clínico da bexiga hiperativa é um distúrbio de armazenamento da bexiga sem causa orgânica. Há uma necessidade frequente de urinar que não pode ser suprimida ou controlada e uma necessidade noturna de urinar com ou sem incontinência.

Vamos explicar melhor sobre os sintomas da bexiga hiperativa neste artigo. Confira:

O que é a bexiga hiperativa?

Embora hajam poucos dados sobre a incidência de bexiga hiperativa, ela parece ser uma condição generalizada, mais comum do que outras doenças crônicas, como asma ou diabetes. Estudos mostram que antes dos 60 anos, são mais frequentes mulheres do que homens.

Uma cãibra nos músculos da bexiga causa uma vontade repentina de urinar. Isso também pode acontecer se as pessoas tiverem esvaziado a bexiga recentemente. A vontade de urinar ocorre como um ataque, de forma que algumas pessoas não conseguem mais segurar a urina completamente. Se os sintomas são tão graves que sempre há um banheiro por perto, uma vida normal dificilmente é possível.

Esse sintoma geralmente não tem causa física, como uma infecção. Na bexiga hiperativa, a interação entre os órgãos envolvidos no esvaziamento normal da bexiga é descoordenada.

O que causa a bexiga hiperativa?

As causas exatas do sintoma da bexiga hiperativa ainda não são conhecidas. Acredita-se que as alterações hormonais e os desequilíbrios hormonais durante a gravidez ou menopausa podem ser responsáveis ​​por uma bexiga irritável nas mulheres.

Outras causas possíveis são irritações de frio e úmido, bem como estresse psicológico e emocional, como estresse, nervosismo, medo ou distúrbios de coordenação do assoalho pélvico. A bexiga hiperativa também pode ocorrer como efeito colateral de diuréticos ou outros medicamentos.

Pode ocorrer tanto em mulheres quanto em homens, em pessoas de meia-idade, sendo mais comum em mulheres. Em pessoas mais velhas, a proporção de mulheres e homens com bexiga hiperativa é aproximadamente a mesma. No entanto, a bexiga irritável não é um sintoma típico da velhice. Pode até ocorrer em crianças e adolescentes.

Se você sofre de irritação na bexiga, essa é uma lista dos possíveis gatilhos, mas lembre-se, apenas o médico especialista poderá dar um diagnóstico e tratamento adequado: 

  • Estresse;
  • Ser exposto ao frio extremo;
  • Infecção na bexiga;
  • Uretra inflamada;
  • Gravidez, pois isso causa a ocorrência de alterações hormonais;
  • Menopausa, quando o revestimento da bexiga muda devido à falta de hormônios.

Quais os tipos de bexiga hiperativa?

Quais os tipos de bexiga hiperativa?

Várias causas são discutidas para o desenvolvimento dos sintomas da bexiga hiperativa. No entanto, é fundamental que não sejam de origem orgânica, como alterações inflamatórias do trato urinário inferior ou distúrbios metabólicos.

O armazenamento e o esvaziamento da urina são controlados pelo sistema nervoso central, razão pela qual os nervos e músculos desempenham um papel importante no desenvolvimento da doença. Entre outras coisas, um desequilíbrio entre os estímulos excitatórios e inibitórios no cérebro (por exemplo, após infartos) é discutido, bem como mudanças locais na parede da bexiga resultando em super excitabilidade do músculo da bexiga.

A micção frequente está em primeiro lugar de sintomas frequentes, seguida pelo imperativo de urinar. Outros possíveis sintomas são micção noturna e incontinência urinária. Por outro lado, não há sensação de queimação ao urinar, como costuma acontecer com infecções do trato urinário. No entanto, as pessoas acometidas geralmente não se queixam apenas de problemas relacionados à micção, mas também apresentam prejuízo significativo em sua qualidade de vida e satisfação sexual.

Frequente vontade de urinar

A bexiga hiperativa é um distúrbio do funcionamento da bexiga, caracterizado por uma necessidade súbita e urgente de urinar, apesar de a bexiga estar apenas ligeiramente cheia.

Incapacidade de segurar a urina/escape

O sintoma também é caracterizado por evacuações frequentes da bexiga em pequenas quantidades; ocasionalmente, pode ocorrer micção involuntária.

Escape causado por contrações abdominais

Conhecida como incontinência de esforço, quando há escapes devido pequenos esforços diários como: tossir, espirrar, agachar ou correr, por exemplo.

Quais os sintomas da bexiga hiperativa?

Se você acha que tem bexiga irritável, consulte um médico, essa é a nossa primeira indicação. Um teste de urina pode determinar se há inflamação do trato urinário inferior ou não. Se isso puder ser descartado e a ultrassonografia e os raios X não revelarem quaisquer achados orgânicos, pode-se presumir que você tem uma bexiga hiperativa.

Os sintomas frequentes incluem os tópicos citados acima, como:

  • Frequente vontade de urinar;
  • Incapacidade de segurar a urina/escape;
  • Escape causado por contrações abdominais.

Quais os fatores de risco da bexiga hiperativa?

Gravidez e parto, obesidade, músculos pélvicos fracos, diabetes, câncer de bexiga ou pedras e distúrbios neurológicos podem contribuir para os sintomas da bexiga hiperativa. Além disso, certos medicamentos, altos níveis de cálcio, constipação e inatividade podem aumentar o risco.

Mas há medidas que podem ajudar contra a bexiga hiperativa, como:

  • Beber água o suficiente

Pessoas com bexiga irritável cometem o erro de beber muito pouco por medo de ter que esvaziar a bexiga com mais frequência. Mas é exatamente o oposto. Beba o suficiente para exercitar os músculos da bexiga e aumentar a capacidade da bexiga. O aumento do conteúdo da bexiga diminui a urina. Como resultado, não é mais tão agressivo e irrita menos a bexiga. Aumente a capacidade da sua bexiga continuamente. Beba um pouco mais de água todos os dias até atingir um volume líquido de cerca de dois litros por dia;

  • Vá ao banheiro regularmente

Acostume sua bexiga a um certo ritmo. Vá ao banheiro regularmente em determinados horários. Com o tempo, sua bexiga se acostumará com essa regularidade;

  • Evite fumar e reduza o consumo de álcool

A nicotina e o álcool também podem afetar negativamente a bexiga;

  • Reduza o seu excesso de peso

O excesso de peso exerce pressão sobre os órgãos internos e, portanto, também sobre a bexiga.

O treinamento da bexiga e exercícios para o assoalho pélvico ajudam contra a irritação da bexiga. Os músculos da bexiga e a área pélvica devem ser exercitados regularmente. 

A terapia da bexiga hiperativa é sempre feita sob medida para o paciente. O tratamento geralmente consiste inicialmente em terapia comportamental (por exemplo, bexiga e treinamento de toalete) e fisioterapia (exercícios para o assoalho pélvico). Outras opções são a estimulação elétrica e o treinamento de biofeedback.

O comportamento e a fisioterapia costumam ser combinados com medicamentos. Caso nenhuma dessas opções de terapia for bem-sucedida, outras opções podem ser consideradas pelo médico que acompanha o caso.

Melhores produtos para bexiga hiperativa

Melhores produtos para bexiga hiperativa

Por se tratar de escapes, alguns produtos podem ser sugeridos como absorventes, fraldas e roupas íntimas. A Bigfral Moviment visa o bem-estar e a qualidade de vida das pessoas acometidas pelo sintoma da bexiga hiperativa e tem produtos adequados e de qualidade que são facilmente encontrados em farmácias e mercados com preços acessíveis.

Fralda

As fraldas são fundamentais para quem tem escapes noturnos, mas também são importantes para o dia a dia dependendo da evolução do quadro. As fraldas da Bigfral Moviment garantem uma pele seca, hidratada devido ao Aloe Vera, além de ser livre de odores. 

Roupas íntimas femininas
Absorventes moviment

Absorventes

Os absorventes são opções adequadas para manter a pessoa acometida livre de odores desagradáveis, além de proporcionar muita discrição e liberdade para manter as atividades do dia normalmente.

Confira também nosso artigo: Exercícios para bexiga hiperativa

Trate da Bexiga hiperativa com produtos Bigfral Moviment

Os sintomas da bexiga hiperativa não tem causas orgânicas, o médico deve fazer um diagnóstico de exclusão para ser assertivo. A situação pode ser avaliada em uma discussão abrangente sobre o tipo e a duração das queixas, o comportamento de comer e beber, as doenças que o acompanham e as operações anteriores. Além disso, manter um diário de urina pode ser extremamente útil. O exame físico, a análise de urina e quaisquer diagnósticos adicionais necessários (por exemplo, ultrassom, urofluxometria etc.) servem para descartar causas orgânicas e para classificar os sintomas.

Durante o tratamento o uso de produtos adequados é de extrema importância para manter uma qualidade de vida e dar continuidade a vida inserido na sociedade com ações diárias como se exercitar, ir ao parque, correr etc., com conforto e discrição. E essa liberdade é o que a Bigfral Moviment proporciona. 

Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários
0
Por favor, comente.x
()
x