Impacto psíquico no climatério | Bigfral

Home  »  MulheresSaúde   »   Impacto psíquico no climatério

Impacto psíquico no climatério


Impacto psíquico no climatério

12 meses atrás / 6 min de leitura

O climatério é um período de transição que ocorre na vida das mulheres, marcado pela diminuição da produção hormonal e pela consequente cessação da menstruação. Embora seja uma fase natural e inevitável da vida de todas as mulheres, pode ser acompanhada por uma série de sintomas físicos e emocionais que podem afetar significativamente a qualidade de vida. Dentre esses sintomas, o impacto psíquico no climatério merece destaque, uma vez que pode ser especialmente desafiador para as mulheres que o experimentam. 

Nesse contexto, é importante entender como o climatério pode afetar a saúde mental e emocional das mulheres, a fim de que se possa oferecer suporte e tratamento adequados para minimizar o impacto negativo dessa fase de transição.

O que é climatério?

Climatério é um período natural da vida de uma mulher que marca o fim da fase reprodutiva, conhecida também como pré-menopausa. Esse processo ocorre gradualmente ao longo de vários anos e é caracterizado pela diminuição da produção de hormônios reprodutivos, como estrogênio e progesterona, pelo ovário. Pode ser uma fase muito delicada para várias mulheres, devido à flutuação de hormônios que acontece nessa época da vida. Essa nova fase geralmente começa entre 45 e 55 anos de idade e pode durar alguns meses, até anos. 

Muito confundido com menopausa, o climatério é o termo médico utilizado para denominar o período de transição em que a mulher sai de sua fase fértil em direção a sua última menstruação. É a essa última menstruação que se dá o nome de menopausa. 

Se tratando de uma fase delicada e sensível para a mulher, especialmente por ser o final do ciclo menstrual, optar por produtos que sejam confortáveis pode ser uma boa escolha. 

No climatério há uma diminuição das funções ovarianas, fazendo com que os ciclos menstruais se tornem irregulares, até cessarem por completo. Estatisticamente, a menopausa ocorre, em média, aos 50 anos. O climatério tem início por volta dos 40 anos e se estende até os 65 anos.

Importância do tema para a saúde da mulher

As mulheres passam por diversos períodos de mudanças ao longo da vida, e biologicamente estão relacionadas à fase reprodutiva que afeta a produção de hormônios causando sintomas que têm impactos físicos e psicológicos. Os temas relacionados à saúde da mulher tem grande relevância atualmente e contribui para que o conhecimento e cuidados com a própria saúde esteja ao alcance de toda população feminina.

O período do climatério é uma fase que gera grandes mudanças e se faz necessário conhecer o processo para buscar orientações e suporte para que seja bem sucedido. Nessa fase ocorre tanto mudanças físicas como psíquicas causadas principalmente pelo grau de privação estrogênica. Há também as questões externas como o ambiente sociocultural, condições de vida, entre outros, deste modo cada mulher será afetada de maneira diferente e viverá essa fase de modo particular.

Influências psíquicas do climatério

As oscilações hormonais podem causar alterações de humor, ansiedade, depressão e irritabilidade, entre outros sintomas. A falta de hormônios sexuais pode causar uma sensação de vazio ou perda de feminilidade, além de problemas de autoestima. Veja a seguir como essas influências acontecem:

Estigma social relacionado à menopausa

A mídia muitas vezes retrata a menopausa como algo a ser temido ou evitado, e muitas vezes se concentra em soluções médicas, como terapia de reposição hormonal, em vez de abordar a menopausa como uma parte natural da vida. 

Para combater esse estigma, é importante levar conhecimento às mulheres sobre a menopausa e seus sintomas, para promover a aceitação e a compreensão como um período natural. As mulheres também precisam ter espaço e serem incentivadas a falar sobre seus sintomas e obter ajuda médica quando julgar necessário para lidar da maneira mais confortável possível.

É importante mudar a forma como a sociedade vê a menopausa e apoiar as mulheres durante essa transição importante de suas vidas. Quando a menopausa é abordada abertamente e com compreensão, as mulheres podem se sentir mais empoderadas e confiantes durante essa fase da vida.

Foi pensando nisso que Bigfral criou o movimento Juntas & Seguras na Menopausa, para incentivar o diálogo sobre o assunto e para que mulheres possam compartilhar de forma aberta como tem passado por essa fase. Afinal, compartilhar dicas e saber que você não está sozinha nessa deixa tudo mais leve, né?

Alterações na autoimagem e autoestima

Embora a menopausa seja uma parte normal e natural da vida de uma mulher, ela ainda é cercada por estigmas sociais que muitas vezes a tornam um tema tabu. Isso faz com que a sociedade (inclusive a mulher) perceba o envelhecimento como um problema, levando a sentimentos de baixa autoestima e até mesmo períodos em que o humor tende a ficar deprimido, o que potencializa os sintomas desconfortáveis característicos dessa fase.

Impacto na sexualidade e relacionamentos

A sexualidade feminina envolve componentes fisiológicos e psicológicos, por isso é importante considerar o papel das diferenças individuais e dos fatores socioculturais, como também da idade. 

Durante o período do climatério, pode ocorrer em parte significativa das mulheres a disfunção sexual. Em certo momento isso pode causar sofrimento, seja por dificuldades em atingir o orgasmo, perda do interesse sexual ou algum quadro de dor genital e/ou pélvica, podendo gerar frustração e angústia, além de dor, em alguns casos. 

Estresse e ansiedade relacionados às mudanças na vida

Vivenciar o período de transição do climatério pode ser um momento repleto de significados, tendo em vista aspectos sociais que envolvem o público feminino. A busca constante pela juventude, relação entre sucesso e produtividade profissional, e ainda a chegada de certas mudanças fisiológicas terão impacto emocional na vida da mulher e poderão ser amplificados devido às alterações hormonais. A busca por ajuda profissional nesse momento, como acompanhamento médico e suporte psicológico pode amenizar tais efeitos nessa fase da vida da mulher

Estratégias de enfrentamento

Existem diversas estratégias de enfrentamento que podem ajudar as mulheres a lidar com esses sintomas e manter sua qualidade de vida. Uma delas é a prática regular de exercícios físicos, que podem reduzir o estresse e melhorar a saúde cardiovascular. 

Além disso, é importante manter uma alimentação saudável e equilibrada, com a inclusão de alimentos ricos em cálcio e vitamina D para fortalecer os ossos. Veja a seguir outras estratégias que podem te auxiliar no enfrentamento da menopausa.

Terapia psicológica

Como vimos, a fase do climatério envolve diversas mudanças na vida da mulher, tanto sintomas físicos como psíquicos. Nesse momento, a busca por ajuda profissional de um psicólogo pode reduzir eventuais quadros de estresse e de mudanças de humor que a mulher poderá vivenciar. O objetivo é tornar o processo mais leve, promover o autoconhecimento e ressignificar essa fase para que não resulte em sofrimento emocional ou evolua para quadros de depressão e ansiedade.

Tratamento médico para sintomas físicos

Alguns dos sintomas mais comuns durante o climatério são: irregularidade menstrual, ondas de calor, insônia, irritabilidade, ressecamento vaginal, dor na relação sexual, diminuição da libido, dentre outros. 

A terapia de reposição hormonal é um dos tratamentos mais indicados pela classe médica e tem a vantagem de aliviar os sintomas citados. Também tem como função prevenir a osteoporose e proporcionar melhor qualidade de vida para a mulher. Porém, todo tratamento medicamentoso deve ser prescrito conforme a necessidade e levando em conta histórico de vida devido efeitos colaterais. Também existem contraindicações que devem ser avaliadas com cuidado pelo médico e pela mulher, pois pode aumentar o risco de outras doenças.

Também é comum que durante essa fase a mulher seja acometida pela incontinência urinária, pois há um enfraquecimento do assoalho pélvico. É importante ter em mente que há tratamento para o quadro e que o uso de roupas íntimas descartáveis ajudam a se sentir mais segura durante o dia a dia.  A Bigfral Pants Premium é ideal para esses casos, pois absorve 2x mais rápido, proporcionando conforto e discrição.

Estilo de vida saudável, incluindo exercícios físicos e alimentação equilibrada

Alimentação saudável e atividade física regular são altamente benéficos para a saúde no geral, independente de estar na fase do climatério ou não. Nesse caso, adotar o hábito de se alimentar de forma saudável, que seria optar por frutas, legumes, folhas, cereais integrais, carnes magras, aliado a prática de exercícios físicos pode contribuir para um melhor funcionamento do organismo e ajudar no funcionamento do corpo de maneira adequada. Evitar hábitos nocivos à saúde também é importante, como fumar e consumir álcool em grande quantidade. Essas atitudes podem minimizar os sintomas negativos do climatério.

Suporte social e emocional

O suporte social pode vir de muitas fontes diferentes, incluindo amigos, familiares, profissionais de saúde e grupos de apoio. É importante que as mulheres tenham alguém com quem possam falar abertamente sobre suas preocupações, medos e experiências durante o climatério. Ter um grupo de apoio pode ser especialmente útil, pois permite que compartilhem suas experiências com outras mulheres que estão passando pela mesma fase. Isso pode ajudar no enfrentamento dos desafios emocionais e físicos dessa transição e a se sentir mais fortalecidas e apoiadas durante esse período de mudança. 

Importância de cuidados com a saúde mental durante essa fase

Para além dos cuidados e tratamentos relacionados aos sintomas físicos, pode se fazer presente sintomas de ordem emocional. A depressão, por exemplo, é um problema de saúde mental comum durante o climatério, onde as mulheres podem experimentar sentimentos de tristeza, falta de interesse em atividades que antes eram apreciadas, fadiga, alterações no sono e no apetite e falta de concentração. 

Já a ansiedade também é outra condição que pode afetar a saúde mental da mulher no climatério, as mulheres podem sentir nervosismo, preocupação excessiva e resultar em tensão muscular e dificuldades para relaxar.

Para tratar problemas de saúde mental, é importante que as mulheres procurem ajuda profissional, pode incluir terapia, medicamentos ou uma combinação de ambos. Além disso, é importante adotar um estilo de vida saudável, que inclua uma dieta equilibrada, exercícios físicos regulares e atividades relaxantes, como ioga ou meditação. Grupos de apoio é uma excelente ferramenta para dividir e conhecer as experiências de quem está passando pelo climatério.

Se inscrever
Notificação de
0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários
1
0
Por favor, comente.x

Entrar com e-mail e senha