Como superar a síndrome do ninho vazio | Bigfral

Home  »  ComportamentoSaúde   »   Como superar a síndrome do ninho vazio

Como superar a síndrome do ninho vazio


Como superar a síndrome do ninho vazio

1 ano atrás / 6 min de leitura

A síndrome do ninho vazio é um problema muito comum entre os pais que enfrentam o fim da vida parental. É natural que eles se sintam tristes, ansiosos e até mesmo depressivos quando os filhos deixam o lar para iniciar suas próprias famílias. 

No entanto, é importante lembrar que este é um ciclo comum da vida e que todos os pais passam por isso. Existem algumas coisas que você pode fazer para superar a síndrome do ninho vazio e se sentir bem novamente.

Neste artigo trouxemos algumas das principais informações para te ajudar a passar por esse período. Você vai saber o que é a síndrome do ninho vazio, quais são os seus sintomas, por que os pais podem se sentir tristes quando os filhos deixam o lar e algumas dicas para superar a síndrome do ninho vazio. Boa leitura!

O que é a síndrome do ninho vazio?

A Síndrome do Ninho Vazio é um termo utilizado para descrever o sentimento de solidão e tristeza, que muitas pessoas experimentam, quando seus filhos saem de casa para começar suas próprias vidas. Dependendo da forma como o assunto é tratado, pode evoluir para um quadro depressivo. 

Enquanto algumas pessoas podem lidar com esse sentimento de maneira saudável, outras podem desenvolver a Síndrome do Ninho Vazio e sentir-se completamente isoladas e sem propósito de vida.

Essa síndrome costuma afetar, principalmente, as mulheres, que dedicam a sua vida inteiramente a cuidar de seus filhos, deixando de lado o trabalho e outras tarefas individuais. Essa forma de viver gera um sentimento de total perda da função de mãe, que age sem saber o que fazer dali pra frente, já que os filhos cresceram e não “precisam mais dela”. 

Apesar de afetar mais as mães, a síndrome também pode afetar os pais e os familiares mais próximos, como os avós, que participaram ativamente na formação do neto que hoje está indo constituir a sua própria família. 

Sintomas da Síndrome do Ninho Vazio

Existem muitos preconceitos em relação à Síndrome do Ninho Vazio, com as pessoas achando que é apenas uma “desculpa” para os pais não lidarem bem com a realidade de seus filhos crescendo. No entanto, ela é uma condição real que afeta milhares de pais e familiares em todo o mundo. 

Os Sintomas da Síndrome do Ninho Vazio podem incluir:

  • Sentimentos de tristeza;
  • Solidão; 
  • Depressão;
  • Ansiedade; 
  • Irritabilidade; 
  • Mudanças no apetite; 
  • Alterações no sono;  
  • Alterações no comportamento (como ficar mais agitadas ou se isolarem socialmente).

A Síndrome do Ninho Vazio geralmente surge gradualmente e tende a variar em intensidade ao longo do tempo. Se você está lutando com esses sentimentos, saiba que você não está sozinha e existem muitas maneiras de lidar com essa situação de forma saudável.

Consequências da Síndrome do Ninho Vazio

Por ser uma síndrome que afeta inteiramente o emocional, esse período de não aceitação da nova rotina pode apresentar algumas consequências como:

  • Dificuldades para voltar a trabalhar ou se manter no trabalho atual;
  • Isolamento social, causado pela tristeza e depressão;
  • Aumento na ingestão de coisas nocivas como álcool, cigarro etc;
  • Perda de apetite ou alimentação desbalanceada;
  • Falta de cuidados pessoais como higiene ou beleza;
  • Negligência da saúde física, levando ao aumento de peso e outros problemas de saúde;
  • Mudanças repentinas de humor.

É preciso o apoio da família e entender quando é a hora de procurar ajuda médica e psicológica.

Quais os tratamentos para Síndrome do Ninho Vazio? 

Existem alguns tratamentos que podem variar de acordo com a intensidade dos sintomas. Em alguns casos, pode ser necessária a intervenção de um profissional de saúde mental, como um psicólogo ou psiquiatra. No entanto, em outros casos, o problema pode ser superado por meio da terapia ocupacional, de grupos de apoio e até mesmo da meditação.

O primeiro passo para tratar a Síndrome do Ninho Vazio é identificar os seus sintomas e compreender as suas causas. Uma vez que forem identificados, é importante procurar por tratamentos eficazes. Algumas dicas para superar essa fase incluem:

  • Manter uma rotina: mesmo que você não tenha mais obrigações diárias, é importante manter uma rotina saudável, incluindo horários para dormir e acordar, se alimentar e exercitar-se regularmente. Experimente escolher alguma coisa nova para aprender, isso irá evitar que você se sinta sem objetivos na vida;
  • Psicoterapia: esta é uma forma de tratamento que visa ajudar as pessoas a compreenderem e lidarem com os seus sentimentos. Pode ser útil para as pessoas que estão a lutar contra a Síndrome do Ninho Vazio, uma vez que permite que elas explorem os seus sentimentos em um ambiente seguro e confidencial;
  • Grupos de apoio:  eles oferecem um espaço para as pessoas partilharem as suas experiências e apoiarem-se mutuamente. Estes grupos podem ser uma ótima forma de conectar-se com outros indivíduos que estão passando pelos mesmos sentimentos;
  • Atividades de lazer: envolver-se em atividades de lazer agradáveis ​​pode distrair as pessoas da solidão que sentem e fazer com que se sintam melhor. Algumas boas opções de atividades incluem: música, dança, leitura, voluntariado ou um hobbie que tenha;
  • Medicação: em alguns casos, a medicação antidepressiva e ansiolítica pode ser prescrita para tratar os sintomas da Síndrome do Ninho Vazio. No entanto, é importante notar que estes medicamentos devem ser utilizados sob orientação médica e não devem ser tomados sem supervisão.

Dicas para superar a Síndrome do Ninho Vazio

Primeiro de tudo, é importante reconhecer os seus sentimentos e permitir-se sentir tristeza e/ou solidão quando elas surgirem. Tentar ignorá-los ou suprimi-los pode acabar exacerbando-os. Em vez disso, permita-se experimentá-los e busque formas saudáveis ​​de expressá-los, como conversando com um amigo ou procurando uma terapia.

Também é importante manter uma rotina regular de atividades diárias e passatempos que lhe dão prazer. Encontrar maneiras positivas de preencher o seu tempo livre pode ajudar a combater os sentimentos negativos associados à Síndrome do Ninho Vazio. 

Isso inclui coisas como fazer exercício regularmente, sair com amigos, participar de atividades voluntárias ou aprender uma nova habilidade. Manter uma boa rede de apoio social também é importante para lidar com a solidão que às vezes acompanha a Síndrome do Ninho Vazio.

Outras dicas para lidar com esse momento incluem: 

Aceitar o momento

Aceitar o momento em que se encontra é uma das chaves para superar a Síndrome do Ninho Vazio. Muitas vezes, as pessoas ficam presas no passado ou no futuro, esquecendo-se de viver o presente. É importante aprender a viver um dia de cada vez e aproveitar ao máximo as experiências que estão acontecendo agora. 

Esse momento pode ser uma oportunidade para descobrir novas paixões e interesses, fazer novos amigos e para se tornar uma pessoa mais independente. Aceitar o momento presente é essencial para superar esse momento delicado.

Manter o contato

Apesar de não estarem mais sob o mesmo teto, isso não significa que vocês não podem manter o contato. A tecnologia hoje em dia permite que fiquemos em constante contato com as pessoas, então aproveite isso! Ligue para os seus filhos, envie mensagens de texto e faça videochamadas regularmente. Isso fará com que sintam sua presença mesmo quando estiverem longe.

Praticar atividade física

Exercitar-se regularmente pode ajudar a aliviar os sintomas da depressão e da ansiedade liberando endorfina, proporcionando uma sensação de bem-estar. Além disso, manter-se ativo fisicamente pode ajudar a manter sua mente ocupada e evitar que você fique preso em seus pensamentos negativos. Esse processo melhora e ajuda a sair dessa Síndrome do Ninho Vazio.

Procurar ajuda

Existe um certo tipo de medo ou preconceito na hora de buscar uma ajuda médica, seja de um neurologista ou um psicólogo. Mas saiba que buscar uma terapia ou um medicamento auxiliar, pode te ajudar a superar essa crise de forma mais fácil dependendo da intensidade da sua dor. Cuidar da sua saúde mental é extremamente importante para sua felicidade e você vai se perguntar por que não fez isso antes.

Arrume sua casa 

Agora que sua casa está mais vazia, talvez seja hora de fazer aqueles reparos e mudanças que você sempre quis, mas nunca teve tempo antes. Arrume aquela sala extra para um home office ou redecore a sua cozinha. Isso lhe dará algo novo para focar e uma razão para permanecer em casa e desfrutar dos espaços com individualidade.

Faça novos amigos 

Outra ótima maneira de lidar com a Síndrome do Ninho Vazio é socializando mais! Junte-se a um clube ou grupo local, faça amizade com os vizinhos ou organize jantares semanais com os amigos antigos. Encontrar pessoas com interesses similares pode tornar esse processo menos solitário.

Viagens 

Outra ótima maneira de superar a Síndrome do Ninho Vazio é viajar! Agora que os seus filhos não estão mais em casa, você tem mais tempo e liberdade para explorar o mundo e descobrir novos lugares, juntar as amigas e amigos ou viajar com o seu companheiro. Planeje umas férias bem merecidas e divirta-se!

Recomeços também podem ser especiais

Entender que a vida não acaba quando uma grande mudança acontece pode ser um caminho para se descobrir novamente. Já parou para pensar em quantas coisas deixou de fazer para assumir as responsabilidades da sua rotina? Aproveite esse tempo para dar novos significados ao que já faz.

Você pode aprender a dançar, a fazer artesanato ou pode se voluntariar em alguma causa que defenda. É importante sempre manter a mente e o corpo ativos, pois é essa a saída para ter saúde. E sabemos como algumas atividades podem ser mais delicadas para quem lida com a incontinência urinária. Por isso, é importante ressaltar que IU tem tratamento e um especialista deve ser consultado. E para que você não deixe de fazer as suas atividades, Bigfral conta com uma linha completa de roupas íntimas descartáveis que proporcionam conforto e proteção.

Inclua na sua rotina pequenos rituais que fazem você se lembrar da infância, visite parentes que não vê com frequência e comece algo novo. Ter a família por perto é muito bom, mas lembre-se de que eles sempre estarão a um celular de distância e que cada fase exige de nós a maturidade para lidar com o tempo e o conforto de poder sempre recomeçar. 

Gostou deste artigo? Aproveite para compartilhar com aquela pessoa que está sofrendo com a  Síndrome do Ninho Vazio. 

Se inscrever
Notificação de
1 Comentário
Mais antigo
Mais novo Mais votados
Comentários em linha
Ver todos os comentários
Edileide
4 meses atrás

Gostei muito, quero mais conteudo

1
0
Por favor, comente.x

Entrar com e-mail e senha