Bigfral instala vaso sanitário na Avenida Paulista

Bigfral instala vaso sanitário na Avenida Paulista

1 ano atrás / 2 min de leitura

Para chamar atenção para o Dia Mundial da Incontinência Urinária, marca instiga a população a se questionar sobre o assunto.

Já pensou estar andando pela mais famosa Avenida de São Paulo e se deparar com um vaso sanitário? Quem passou pelo local se deparou com a ação que questiona se o escape de urina é comum no dia a dia das pessoas e mostra Bigfral Pants Premium como a solução que ‘segura quando não dá para segurar”.

“A nossa intenção é fazer uma provocação sobre um tema que ainda é tabu na sociedade. A maioria das pessoas não fala sobre o assunto, por medo de julgamentos, sem saber que grande parte da população apresenta a condição em algum momento da vida. Essa iniciativa é a primeira parte de uma jornada de conscientização sobre incontinência urinária que Bigfral vai realizar em 2020”, conta Bruna Fausto, diretora de marketing da Ontex, líder no segmento de cuidados pessoais para o público adulto.

O escape involuntário de urina está presente na vida de pelo menos 5% da população mundial, segundo a OMS, e é uma disfunção que pode acontecer em qualquer fase da vida e quando aparece vem acompanhada de desconhecimento. Os números da Sociedade Brasileira de Urologia mostram que a condição atinge 12 milhões de brasileiros – 2 milhões a mais do que a diabetes. Diante disso, o Dia Mundial da Conscientização sobre Incontinência Urinária (14/3) é uma oportunidade para saber mais sobre o assunto.

Como parte das ações, no dia 12 de março, a marca revela uma pesquisa exclusiva e inédita no mercado sobre o tema, feita em parceria com o IBOPE. Na ocasião, a apresentadora e fundadora da Soul.Me, Mariana Ferrão, o personal trainer, Marcio Lui, e a fisioterapeuta e especialista em assoalho pélvico, Dra. Claudia Hacad, compartilharam suas experiências e conhecimentos sobre o assunto.

Segundo mostra a pesquisa, 90% dos internautas não sabem que existem diferentes tipos de incontinência urinária, mas 48% afirmam sofrer com alguma. A condição afeta ambos os gêneros, mas as mulheres correm duas vezes mais risco de desenvolver o problema – 64% das mulheres entrevistadas já tiveram algum tipo.

O mobiliário urbano esteve na Avenida Paulista entre 10 e 16 de março de 2020.