Tipos de isolamento social | Bigfral

Home  »  Saúde   »   Tipos de isolamento social

Tipos de isolamento social


Tipos de isolamento social

4 semanas atrás / 5 min de leitura

A pandemia do coronavírus trouxe a necessidade do isolamento social, o que para muitos foi algo difícil de enfrentar e entender como funcionaria. Mas além disso, outras pessoas já poderiam passar por outras formas de isolamento social, sem mesmo precisar de uma pandemia para isso.

A sociedade é formada por diferentes pessoas, que seguem religiões e costumes diferentes e que passam por problemas de saúde ou financeiros, entre outros.

Uma pessoa com incontinência urinária, por exemplo, pode acabar se isolando socialmente por vergonha do problema, o que acaba gerando o risco de depressão.

Para entender melhor os tipos de isolamentos sociais e as causas, continue lendo este artigo que preparamos.

Quais são os tipos de isolamentos sociais?

De maneira básica, existem duas definições de isolamentos sociais: voluntários ou involuntários. Dentro dessas duas definições há outros tipos e causas do isolamento social.

Isolamento social involuntário

O isolamento social involuntário é aquele em que o indivíduo se distancia por um motivo de força maior, como no caso da Pandemia do coronavírus, imposto por áreas governamentais, ou indicação médica, por exemplo. Veja o que ocorre em casos de isolamento involuntário:

Quarentena

A quarentena ocorre quando há questões sanitárias, quando o governo decreta que alguém infectado por uma doença, ou até mesmo uma suspeita dela, fique isolado para evitar que a doença se espalhe para outras pessoas. Esse isolamento pode ser feito em abrigos próprios para isso, ou na própria casa do indivíduo.

O termo quarentena pode assustar de cara, pois dá a impressão de que são 40 dias isolados. Mas na verdade, o tempo de quarentena é determinado pelo tempo de incubação da doença.

Geralmente, antes de sair do período de quarentena, a pessoa infectada deve realizar um exame sorológico para atestar que já não tenha ou transmita a doença.

Distanciamento social

O distanciamento social também ocorre de forma involuntária e por uma ordem do governo. Isso acontece para evitar a proliferação de doenças em épocas de epidemias ou pandemias. Então, para evitar a disseminação do vírus, é decretado que as pessoas evitem aglomerações, e também a realização de grandes eventos. Além disso, devem se manter em casa o máximo que puderem, para manter distância segura umas das outras até que a disseminação da doença seja controlada.

Existem também as atividades que são impossíveis de ocorrerem sem distanciamento entre as pessoas, como aulas presenciais, eventos públicos e o transporte coletivo. Dependendo da fase da epidemia ou pandemia, essas atividades podem ser suspensas por um período determinado pelas autoridades sanitárias.

Isolamento social voluntário

O isolamento social voluntário é aquele que ocorre quando uma pessoa decide se isolar da sociedade por alguma razão própria. Veja duas causas:

Motivação religiosa

Motivação religiosa é um dos motivos mais comuns de isolamento social voluntário, assim como é com seitas religiosas, como os amishes. Nesse caso, eles consideram pecaminosos os adventos promovidos pela sociedade moderna. Então, a ciência, a tecnologia e as relações sociais contemporâneas são proibidas para as pessoas que a seguem. 

Sendo assim, esses religiosos vivem em comunidades isoladas, e restringem o convívio social àquele meio específico, evitando que pessoas daquela comunidade saiam de lá e tenham contato com a sociedade.

Sociedades tribais

As tribos também fazem parte do isolamento social voluntário, onde as pessoas mantêm o contato restrito com o restante da sociedade por questões culturais que influenciam o seu modo de vida, por ser incompatível com o do restante da sociedade.

No Brasil, é possível encontrar esse tipo de isolamento voluntário em comunidades quilombolas e indígenas. Há também tribos no continente Africano, que preferem viver assim para preservar a sua identidade cultural.

Depressão e outras doenças psíquicas

A depressão é uma doença que faz com que as pessoas se isolem, e além de gerar esse distanciamento da sociedade, círculo de amigos, e família, também pode ser uma consequência do isolamento social.

Quais as principais causas dos isolamentos sociais?

Tipos de isolamento social

Algumas situações fazem com que o isolamento social não seja apenas recomendado, mas também necessário para evitar que outras consequências piores ocorram na sociedade, como foi o caso do coronavírus.

Involuntário

O isolamento involuntário é decretado quando há risco de doenças se espalharem ou outro motivo que coloque a vida de pessoas em risco.

Guerras

Guerras causam o isolamento involuntário, onde pessoas devem procurar abrigos e locais seguros para se esconderem e possíveis ataques, etc.

Epidemias 

As epidemias são causadas por surto de doenças, vírus, bactérias que estejam atingindo a região, seja cidade, estado ou até nacional. 

Pandemias

As pandemias são um cenário mais complicado, como no caso da covid19, quando uma doença se espalha mundialmente e atinge um maior número da população.

Violência (Toque de recolher)

Toque de recolher são solicitados quando há o risco iminente de violência contra a população, como por exemplo, guerra de facções criminosas contra policiais. Também há a questão de certos locais serem mais perigosos com riscos de assaltos, etc.

Isolamento voluntário

Isolamento voluntário possui causas por escolhas pessoais, religiosas ou por doenças psíquicas de alguém.

Depressão e outras doenças psíquicas

A depressão e outras doenças psíquicas podem afetar diretamente a vida social do paciente, que faz com que ele se afaste das pessoas. Isso é perigoso e é necessário estar atento a todos os sinais e auxiliar caso observe que o indivíduo precise de ajuda, para que o quadro não evolua.

Motivos religiosos

Grupos religiosos ultraconservadores afastam as pessoas do convívio social por considerarem as práticas da sociedade moderna pecaminosas. 

Opção própria

Há também quem queira se isolar por vontade própria, sem motivos de saúde ou religiosos. Além disso, algumas pessoas tímidas e inseguras ou que sofrem bullying também se afastam da sociedade.

Há também as pessoas que sofrem de problemas como a incontinência urinária, que podem sentir vergonha e receio de estar em grupos ou convívio social. Para isso, é importante buscar tratamento e também contar com produtos específicos e discretos para os escapes de xixi.

Quais as consequências do isolamento social?

Estar em convívio com a sociedade é muito benéfico para as pessoas. Atividades em grupo, exercícios físicos, caminhadas ao ar livre, conversas com os amigos e reuniões familiares são momentos essenciais para que a saúde mental e física estejam em dia.

O isolamento social pode gerar consequências na saúde da pessoa justamente por retirar essas atividades e convívio social. E com o tempo, pode gerar inclusive uma fobia social, que causa dificuldade de socialização do indivíduo, fazendo com que tenha ataque de pânico e dificuldade de socializar e estar em ambiente com outras pessoas.

Veja algumas consequências do isolamento social:

  • Individualismo
  • Fobia social
  • Solidão
  • Toxicodependência
  • Depressão
  • Estresse
  • Tristeza
  • Rejeição
  • Ansiedade
  • Misantropia
  • Esquizofrenia
  • Suicídio

Incontinência urinária tem solução

O isolamento social é muito importante em algumas situações para impedir que doenças se espalhem e causem colapsos em hospitais e mortes em massa. A pandemia do coronavírus foi o caso mais recente da necessidade de um isolamento social e distanciamento imposto pelas autoridades para que a população estivesse segura.

Mas além das questões de saúde, também existem conflitos violentos, bullying e motivações religiosas que podem fazer com que a pessoa se isole da sociedade.

Muitas pessoas que sofrem de incontinência urinária também acabam se isolando do convívio social, principalmente os idosos, por vergonha e receio dos escapes de urina que podem gerar constrangimento. 

Na grande maioria dos casos, o problema tem solução e o paciente pode levar uma vida confortável e, além disso, alguns produtos podem ser aliados para que o escape de urina não cause desconforto.

As fraldas e absorventes da BigFral são produtos exclusivos e que oferecem conforto e segurança para quem tem incontinência urinária. Com rápida absorção e formato discreto, as reuniões e o convívio social não serão mais um problema.

Se for necessário fazer um isolamento social, é importante buscar formas de manter a sanidade, como leitura, ligações, terapia, atividades físicas para não deixar que o momento se torne um problema ainda maior.

Conte com a BigFral para manter o convívio social e busque ajuda médica para tratamento adequado.