Sintomas do puerpério | Bigfral

Home  »  Mulheres   »   Sintomas do puerpério

Sintomas do puerpério


Sintomas do puerpério

9 meses atrás / 5 min de leitura

A experiência da gravidez é algo transformador e emocionante na vida da mulher. Durante nove meses, o corpo passa por um processo incrível de crescimento e desenvolvimento para abrigar e nutrir uma nova vida. Após o nascimento do bebê, inicia-se uma nova fase: o puerpério ou pós-parto. Porém, essa etapa é muitas vezes subestimada em sua complexidade. As mudanças hormonais, o cansaço físico e emocional e as flutuações de humor podem ser desafiadoras, assim como a pressão para se recuperar rapidamente e retomar a vida normal. No entanto, é fundamental lembrar que o corpo precisa de tempo para se recuperar dos sintomas do puerpério e se ajustar às novas demandas da maternidade.

Definição e duração do puerpério

O puerpério, também chamado de período pós-parto ou mais conhecido como quarentena, refere-se à fase que engloba os primeiros dias, semanas ou até meses após o nascimento do bebê. Sua duração não é muito bem definida, mas pode variar de 6 a 8 semanas após o parto. Esse é um período de adaptação em que o corpo da mãe retorna gradualmente ao seu estado pré-gravidez, e ela começa a cuidar do novo membro da família. O puerpério é uma fase complexa que envolve mudanças hormonais, emocionais e físicas.

Importância da recuperação após o parto

Uma das principais razões para os cuidados pós-parto é a recuperação física da mãe. O corpo passa por grandes mudanças durante a gravidez e o parto, e agora precisa de tempo para se restabelecer. Cuidados adequados como repouso, uma alimentação saudável e hidratação ajudam a acelerar a recuperação, prevenir complicações e restaurar os níveis de energia da mãe.

Além disso, os cuidados adequados no puerpério têm impacto direto na saúde mental e no bem-estar da mulher. Se permitir descansar e buscar apoio emocional, a mãe estará cuidando não apenas de si mesma, mas também criando um ambiente emocionalmente saudável para seu bebê. O vínculo entre mãe e filho se fortalece quando a mãe está emocionalmente estável, o que é fundamental para o desenvolvimento infantil saudável.

Sintomas físicos do puerpério

Os sintomas físicos do puerpério podem variar de mulher para mulher, mas existem algumas características comuns que são importantes de se compreender.

Sangramento vaginal pós-parto (lóquios)

Após o parto, é comum ocorrer sangramento vaginal conhecido como lóquio, de cor avermelhada, que é o resultado da eliminação de resíduos do tecido uterino. Esse sangramento é semelhante a um período menstrual intenso e diminui gradualmente nas semanas seguintes ao parto. Conforme diminui  o sangramento, a cor tende a ficar mais escurecida, até que no final aparece mais esbranquiçado.

Dor e desconforto

As mulheres que passaram por um parto vaginal podem experimentar dor perineal devido a possíveis lacerações ou incisões. Aquelas que se submeteram a uma cesárea podem enfrentar desconforto na área da incisão cirúrgica. Como o útero continua se contraindo após o parto para voltar ao seu tamanho natural, essas contrações podem ser desconfortáveis e até dolorosas, mas fazem parte da recuperação.

Alterações mamárias

As mamas podem aumentar de tamanho durante a amamentação devido ao aumento do volume de leite. Elas também podem se tornar mais sensíveis devido à atividade hormonal e à estimulação frequente. A sucção constante do bebê pode causar o alongamento dos mamilos e o escurecimento das aréolas. Os mamilos podem ficar mais sensíveis ou doloridos, especialmente no início da amamentação.

Fadiga e cansaço

O parto e as demandas constantes de cuidados e atenção com o recém-nascido podem levar à fadiga intensa. O corpo da mãe precisa de tempo para se recuperar, e o sono fragmentado com as mamadas noturnas pode contribuir para a sensação de cansaço, mesmo sendo comum à nova rotina. É preciso encontrar o equilíbrio e tempo para descanso.

Sintomas emocionais e psicológicos do puerpério

Juntamente com os sentimentos positivos que a maternidade proporciona, muitas mulheres também experimentam uma série de mudanças de humor e instabilidade emocional no período pós-parto. Veja a seguir:

Baby blues

Muitas mulheres vivenciam o que é conhecido como “baby blues” nos primeiros dias após o parto. Isso envolve oscilações de humor, irritabilidade, tristeza e choro repentino. Está relacionado às mudanças hormonais e ao estresse emocional da nova situação, pois as mães podem se sentir sobrecarregadas, cansadas, e até mesmo incapazes de cuidar adequadamente de seus bebês. É importante pontuar que o “baby blues” é temporário e tende a desaparecer por si só, porém, em certos casos, podem evoluir para uma forma mais grave como depressão pós-parto. 

Mudanças de humor e instabilidade emocional

Flutuações emocionais são uma resposta natural às alterações hormonais que ocorrem no corpo da mãe nesse período. Enquanto na gravidez os hormônios estão em alta, após o nascimento, eles sofrem uma queda abrupta, resultando em um desequilíbrio que pode desencadear sentimentos de tristeza, irritabilidade e ansiedade, resultando em mudanças de humor com mais facilidade.

Sintomas relacionados à amamentação

A amamentação é um período de conexão especial entre mãe e bebê, mas também pode ser acompanhada por uma série de sintomas que podem variar de mulher para mulher. É importante lembrar que cada experiência é única e nem todas as mães enfrentarão os mesmos sintomas. No entanto, é importante reconhecê-los e procurar ajuda, se necessário.

Ingurgitamento mamário

Nos primeiros dias após o parto, é comum os seios ficarem cheios e doloridos devido ao aumento do fluxo sanguíneo e a produção de leite. Isso pode causar uma sensação de tensão e desconforto, podendo ser devido ao atraso do início da amamentação, sucção ineficaz do bebê ou amamentação pouco frequente.

Rachaduras e dor nos mamilos

Muitas mães podem desenvolver rachaduras ou fissuras nos mamilos durante o início da amamentação. Isso geralmente está associado à pega inadequada do bebê ao seio, mas também podem estar relacionados à sensibilidade individual da pele, ao formato dos mamilos ou a outros fatores individuais.

Importância do acompanhamento médico e pós-natal

O acompanhamento pós-natal é uma etapa essencial que visa garantir a saúde e o bem-estar contínuos da mãe após a experiência intensa do parto. No que diz respeito ao bebê, o acompanhamento pós-natal envolve monitorar o crescimento, o desenvolvimento e a saúde geral do recém-nascido. As visitas regulares ao pediatra permitem avaliar o ganho de peso, o desenvolvimento motor, a amamentação e a identificação precoce de possíveis problemas de saúde. Além disso, é o momento de receber orientações sobre os cuidados com o bebê e tirar dúvidas sobre a maternidade. O suporte emocional é outro aspecto crucial do acompanhamento pós-natal.

Importância dos cuidados essenciais e da compreensão dos sintomas no puerpério

Os cuidados no puerpério transcendem o aspecto físico, englobando o bem-estar emocional e mental da mãe. Nutrir o corpo e a mente durante esse período delicado estabelece as bases para uma maternidade mais saudável. Receber os cuidados apropriados durante essa fase pode fazer toda a diferença na recuperação e na adaptação a essa nova jornada da maternidade.

Para além dos sintomas e cuidados citados, a mulher pode apresentar escapes de urina durante o puerpério. Para esses momentos, Bigfral criou a linha Moviment, com roupa íntima descartável ideal para incontinência. Protege a pele da umidade, pois conta com barreiras de proteção antivazamento, para que você desfrute da maternidade com conforto e segurança no seu dia a dia.

Se inscrever
Notificação de
0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários
1
0
Por favor, comente.x

Entrar com e-mail e senha