Alimentação na menopausa | Bigfral

Home  »  AlimentaçãoMulheres   »   Alimentação na menopausa

Alimentação na menopausa


Alimentação na menopausa

1 ano atrás / 5 min de leitura

Conforme os anos vão se passando, algumas fases se tornam inevitáveis e a menopausa é uma delas. Ela traz consigo uma série de transformações no corpo e na rotina das mulheres, porém, não há motivo para pânico. Por ser uma fase esperada, há formas de se preparar e encará-la com naturalidade. Deste modo, a alimentação na menopausa deve ser repensada para promover uma melhor qualidade de vida.

Algumas mulheres preferem passar por essa etapa da vida de forma natural, ou seja, sem intervenções hormonais, porém, para isso é preciso tomar algumas medidas, como: realizar exercícios e manter uma dieta rica em nutrientes que possam te ajudar a lidar melhor com os sintomas, porque cá entre nós, não são nada fáceis.

E como a Bigfral está aqui para te ajudar e encarar essa fase da vida da melhor maneira possível, e não apenas com produtos que vão te ajudar a se manter protegida e segura, mas com dicas preciosas que vão te ajudar a manter uma alimentação saudável na menopausa. 

Como a alimentação pode influenciar na menopausa?

A menopausa acontece para marcar o final da vida reprodutiva da mulher, ou seja, quando ela deixa de menstruar e consequentemente de ovular. Porém, não é só isso, acontecem uma série de transformações, como, por exemplo, o corpo deixar de produzir alguns hormônios que antes eram importantes para regular o sistema imunológico.

Desta forma, inserir na rotina alimentos que ajudam na menopausa pode fazer toda a diferença para auxiliar na reposição dos nutrientes que antes eram produzidos pelo próprio corpo. Essa prática, inclusive, deve começar antes mesmo no climatério, para que o corpo esteja preparado para as transformações que estão por vir. Mas calma que essa mudança não precisa ser drástica, ela pode acontecer aos poucos, inserindo uma coisinha ou outra no dia a dia. O importante é que se crie o hábito, mesmo que devagarinho.

Porém, da mesma forma que alguns alimentos podem ser benéficos, outros devem ser evitados, pois podem ser verdadeiros agravantes para alguns sintomas. Por isso, é importante consultar regularmente um médico, para fazer o acompanhamento adequado e saber quais nutrientes devem ser repostos e quais devem ser evitados.

O que comer durante a menopausa

Alguns alimentos são verdadeiros aliados para ajudar a driblar os sintomas da menopausa, que não sou poucos, como: irritabilidade, cansaço, ressecamento da pele, mal-estar, fadiga, entre outros. Diante disso, você deve estar se perguntando: qual a melhor alimentação na menopausa? Já que dissemos anteriormente que uma boa dieta aliada a prática de exercícios físicos pode ser uma boa pedida. Portanto, veja a seguir alguns alimentos que são recomendados durante a menopausa.

  • Vitamina C: não é novidade que esse nutriente ajuda, e muito, a manter a imunidade do corpo, usamos eles desde que éramos crianças e agora na fase adulta não será diferente. Além de ajudar a prevenir doenças, ele também auxilia a pele a absorver melhor o colágeno e o ferro. O que irá contribuir para o ressecamento causado pela menopausa. Ele pode ser encontrado em frutas como: laranja, tangerina, mamão, melão e goiaba.
  • Peixe: que ele é rico em ômega 3 você já deve saber, mas ele também une outros dois nutrientes que podem fazer toda a diferença durante a menopausa: cálcio e vitamina D. Eles ajudam a equilibrar o colesterol e a retardar os sintomas. E se você é vegetariana, pode substituir por cogumelos.
  • Oleaginosas: presentes na aveia, amêndoas, castanha e nozes, elas podem ser usadas no preparo de receitas ou como lanche da tarde. Por serem ricas em vitamina E, ajudam a diminuir os fogachos, no caso da castanha do Pará, auxilia no fortalecimento das funções cerebrais.
  • Leite e derivados: esses alimentos são ricos em cálcio, nutriente importante para a saúde dos ossos. A menopausa pode proporcionar o enfraquecimento desses órgãos devido ao declínio da produção de alguns hormônios, podendo agravar para um quadro de osteoporose. Portanto, é importante inserir esses alimentos na alimentação diária.
  • Leguminosas: elas podem ser consumidas em forma de feijão, proteína da soja e ervilhas. Além de auxiliar na diminuição dos fogachos, ainda ajudam a atrasar os efeitos da menopausa.

 Como adotar uma nova alimentação?

Agora que você já sabe quais alimentos devem ser consumidos para te ajudar a amenizar os sintomas da menopausa, deve ter surgido a dúvida de como mudar os hábitos, pois sabemos que alguns alimentos podem não fazer parte da sua rotina diária. Porém, é importante que uma nova rotina seja adquirida para que os resultados possam ser positivos. 

Veja a seguir como isso é possível:

Selecione os alimentos

Aqui o primeiro passo é escolher na lista quais alimentos mais te interessam e que são fáceis de serem encontrados na sua região, afinal, não adianta traçar metas impossíveis. Comece pelos que você tem mais afinidade, em seguida para os que são acessíveis e depois de inseri-los nas refeições, pense em metas mais agressivas, como coisas que você não tinha o costume de comer, mas pode passar a consumir. Mas lembre-se, essa etapa precisa ser prazerosa, comer o que não gosta pode deixar esse momento ainda mais complicado. 

Insira aos poucos em sua rotina

Algumas pessoas já têm o costume de manter uma rotina saudável, já outras possuem dificuldades, seja por falta de hábito ou por simplesmente não gostarem de alguns gostos e texturas. Por isso, a dica aqui é ir inserindo aos poucos, comece com porções pequenas e vai aumentando gradativamente até que o sabor passe a ser mais agradável. Quando você notar, já estará consumindo esses alimentos naturalmente.

Distribua os alimentos em diferentes refeições

Você não precisa consumir tudo de uma única vez, é possível e até indicado que sejam divididos em diferentes refeições. Se possível, conte com o auxílio de um nutricionista, esse profissional poderá ajudar a montar um cardápio assertivo e indicar em qual refeição cada alimento melhor se encaixa.

Embora alguns alimentos sejam versáteis, alguns paladares podem estranhar caso eles apareçam em uma composição improvável. Um exemplo disso é a castanha, algumas pessoas não veem problema em consumi-las em refeições como almoço ou jantar, já outras preferem que sejam servidas sozinhas, como no intervalo entre as refeições principais ou como petisco.

Alimentos que devem ser evitados na menopausa

Até aqui você conferiu sobre qual a melhor alimentação para a menopausa, o que se mostra um caminho assertivo para driblar os sintomas. Porém, uma dica que pode te ajudar é saber quais alimentos devem ser evitados, afinal, essa também é uma forma de prevenção. Já que a ingestão incorreta pode acabar gerando um efeito indesejado.

Uma das principais queixas das mulheres que estão passando pela menopausa é o acúmulo de gordura no abdômen durante esse período, o que pode agravar para um quadro de colesterol. Desta forma, deve-se evitar alimentos como: carne vermelha, álcool em excesso, embutidos, frituras e alimentos industrializados.

Outro grupo de alimentos que devem ser evitados são os que possuem cafeína, como: chocolate, café, chá preto e refrigerantes de cola.  Eles podem ser grandes vilões e agravar os sintomas da menopausa.

Se cuide com a Bigfral

A menopausa é um período delicado da vida da mulher, seus sintomas podem incluir: baixa autoestima, vontade de se isolar, cansaço, fadiga, perda do desejo sexual, entre muitas outras coisas. Por isso, olhar para si com atenção durante essa fase e se cuidar é o melhor que você pode fazer por você.

A menopausa marca o final do ciclo reprodutivo, mas também pode ser um novo começo, um momento de ver a vida sobre outras perspectivas, afinal, a maturidade adquirida até aqui pode tornar as coisas mais leves. 

Algumas mulheres nesse período podem ficar mais propensas a serem acometidas pela incontinência urinária, por isso a importância de fazer um acompanhamento com um médico, pois apesar de não ter cura, há tratamento. 

E para te ajudar a passar por esse momento, conte com a Bigfral, uma marca pensada para te ajudar a lidar com a correria do dia a dia com conforto, segurança e descrição. Como a linha Bigfral Pants Premium, que é unissex e indiada para fluxo intenso a moderado, ela veste como roupa intima e pode ser encontra em tamanho do P ao XG.

Se inscrever
Notificação de
0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários
1
0
Por favor, comente.x

Entrar com e-mail e senha